COMUNICADO 05/12/2012

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 Torneio Internacional Conosur

(Evento não oficial , Extra calendário, sem uso de qualquer recurso CBBOL, em que a CBBOL convidou a todos integrantes da Seleção Permanente em vigor)

Com o objetivo de esclarecer todas as duvidas levantadas via internet, pelo atleta Mario Alvarenga, detalharemos a quem interessar todos os passos, desde o convite até a finalização da equipe que participou do TORNEIO.

A CBBOL recebeu da Federação Chilena convite para participar do evento acima, dentro das seguintes condições:

> Evento a ser realizado de 29/11 a 02/12 na cidade de Puyehue, com a participação de uma equipe por País composta por 3 homens e 3 mulheres com inscrição  hospedagem e alimentação por conta dos organizadores.

> A cidade de Puyehue se localiza a 920 km da capital Santiago, tendo como aeroporto mais próximo Osorno (79 km de distancia do hotel) porem está fechado, e nos foi indicado que todos países se dirigissem a Puerto Mont, 02:15 hs do hotel e a 100km de Osorno, local de onde o hotel garante transfer e foi dado o prazo de 7 dias para confirmação.

No mesmo email informaram que devido ao grande movimento (descobrimos depois que na mesma data acontecia um Panamericano de Ginástica, na cidade de Puerto Mont) e os poucos vôos, quase todos horários estavam esgotados e com preços aumentando em função das poucas vagas, portanto recomendavam que todos decidissem o mais breve possível, sob pena de não encontrar mais vagas nos vôos ideais (domingo já não havia em quantidade suficiente para nenhuma delegação completa, isto em 24 de outubro).

Solicitamos mais detalhes dos organizadores e de imediato começamos consulta aos primeiros do ranking masculino e feminino, e a medida que apareciam interessados enviávamos todas as informações que tínhamos para facilitar a decisão dos envolvidos. Resumidamente eram as condições eram as seguintes:

> Boliche de 6 pistas dentro do hotel.

> Maquina de Óleo , não dispunham regularmente, mas levariam uma de Santiago.

> Países convidados = 8.

> Transfer de Puerto Monte até Osorno, por conta de cada País e a partir dai por conta do hotel.

Após os contatos aos atletas, seguindo o ranking até pelo menos o dobro de vagas disponíveis , apenas tivemos uma resposta consistente do Márcio Vieira e por sua relevante posição no ranking e grande número de desistentes ou indecisos entre os primeiros, decidimos transferir a ele o direito de montar a melhor equipe que conseguisse, uma vez que se tratava de evento não oficial no calendário internacional, mas a presença do Brasil era importante para fortalecer o esporte no sul da América do Sul.

Infelizmente no prazo final concedido pelos organizadores o Márcio nos informou que por razões de ordem profissional não iria e aqueles convidados por ele também não.

Pedimos mais alguns dias de prazo aos organizadores e seguimos convidando via ranking, dentro do limite da atual Seleção Permanente, alertando a cada um que a vaga estava condicionada a resposta dentro da ordem do ranking, com exceção da Suzy, como dirigente e Karla Redig, como atleta, as duas por merecimento, devido ao excelente trabalho que efetuaram no Sulamericano, e alertávamos que se interessassem deveriam de imediato efetivar sua reserva de vôo devido a falta de boas opções.

Apareceram alguns interessados sempre com condicionantes.

Vencidos todos os prazos tolerados pelos organizadores nosso quadro era o seguinte:

No masculino do 1.º ao 12.º do ranking, (*SP) apenas Paulo Soares confirmou.

No feminino da 1.ª a 10.ª, (*SP) conseguimos montar uma equipe com a participação de Marlene, Sheila e Sandra (5.ª, 7.ª e 8.ª no Ranking da época), que em alguns casos condicionaram sua ida a participação de seus acompanhantes.

(* 10.ª no feminino e 12.º no masculino, vide critérios de Seleção Permanente em vigor até 31/12/12)

Estas razões somadas a real falta de boas opções de vôo, por exemplo o Paulo dormiria no aeroporto na volta e Marlene teria que dormir tanto na ida quanto na volta em Santiago nos forçou a tomar a decisão imediata de apresentar aos quatro mais bem colocados, a única opção disponível de equipe, naquele momento.

Todos concordaram que, ou jogavam assim ou se esperassem para consultar no caso do masculino, após a 13.ª posição resultaria em não ter mais vôos e confirmadas do feminino, como a Sheila poderia desistir.

Neste momento com a concordância dos envolvidos decidimos fechar a equipe e emitir de imediato as reservas possíveis, todos com recursos próprios e nas condições que cada um encontrou para termos uma equipe completa. Com uma única pendência, que seria esperar o Renan, por se tratar de 1.º do ranking, até sua decisão final, e eu estaria inscrito, não como dirigente e sim como jogador, desta forma garantindo a presença de equipe completa, condição dos organizadores.

Enviamos os nomes e horários que o Chile exigia para finalizar logística de transfer (agora desde Puerto Mont,por solicitação geral dos países interessados) e no dia 17, recebemos a desistência oficial do Renan, fiz um teste pessoal e em contato com os demais inscritos, fechamos a equipe.

Estas foram detalhadamente as alternativas de montagem de uma equipe a Torneio, não constante do calendário internacional, nem dos incluídos em nosso calendário de Convocações, mas que com o intuito de ter uma boa representação brasileira, nos empenhamos dentro de critérios técnicos de Ranking e de Seleção Permanente.

Em nenhum evento anterior, como Greater Miami, World Sênior, Copa Cancún, eventos na Argentina ou America Central, impedimos a participação de qualquer atleta ou questionamos razões de montagem de equipe.

Quando o Torneio Conosur se transformar em um Campeonato, estaremos enquanto entidade buscando incluí-lo em nosso Calendário.

Por hora felicitamos a todos que participaram desta edição do evento, em especial ao Alexandre, que mesmo fora dos “possíveis” critérios, conquistou um honroso 4.º lugar e lamentamos os desrespeitosos comentários de um restrito e reincidente grupo, que em nada contribuiu para um bom desempenho dos participantes, que recebiam em meio a suas linhas e entre turnos , as informações dos posts originados no Brasil.

Caso persista alguma duvida, sugiro que enviem email direto a presidente@cbbol.org.br ou cesarbolbrasil@gmail.com, e evitem estes posts abertos no Facebook, que em nada contribuem para o nosso Desenvolvimento como esporte.

César Maciel
Presidente - CBBOL