XXXI CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES
XXIII TAÇA BRASIL DE SELEÇÕES
VIII TAÇA BRASIL DE EQUIPES

12 a 15 de novembro de 2011
Norte Bowling - Casa Bowling - Barra Bowling
Rio de Janeiro/RJ


RESULTADOS FINAIS APÓS 4 RODADAS:


CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES
DIVISÃO MASCULINA
Após a Fase de Times (4.ª rodada)
Após a Fase de Tercetos (3.ª rodada)
Após a Fase de Duplas (2.ª rodada)
Após a Fase Individual (1.ª rodada)

CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES
ALL EVENTS - MASCULINO
All Events – Masculino – 4.ª rodada
All Events – Masculino – 3.ª rodada
All Events – Masculino – 2.ª rodada

CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES
DIVISÃO FEMININA
Após a Fase de Times (4.ª rodada)
Após a Fase de Tercetos (3.ª rodada)
Após a Fase de Duplas (2.ª rodada)
Após a Fase Individual (1.ª rodada)

CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES
ALL EVENTS - FEMININO
All Events – Feminino – 4.ª rodada
All Events – Feminino – 3.ª rodada
All Events – Feminino – 2.ª rodada


TAÇA BRASIL DE SELEÇÕES
Após a Fase de Times (4.ª rodada)
Após a Fase de Tercetos (3.ª rodada)
Após a Fase de Duplas (2.ª rodada)
Após a Fase Individual (1.ª rodada)

TAÇA BRASIL DE SELEÇÕES
ALL EVENTS
Após 4.ª rodada
Após 3.ª rodada
Após 2.ª rodada


TAÇA BRASIL DE TERCETOS
1.ª DIVISÃO
Após a Fase de Tercetos (4.ª rodada)
Após a Fase de Tercetos (3.ª rodada)
Após a Fase de Duplas (2.ª rodada)
Após a Fase Individual (1.ª rodada)

TAÇA BRASIL DE TERCETOS
1.ª DIVISÃO – ALL EVENTS
Após a Fase de Tercetos – 4.ª rodada
Após a Fase de Tercetos – 3.ª rodada
Após a Fase de Duplas – 2.ª rodada

TAÇA BRASIL DE TERCETOS
2.ª DIVISÃO
Após a Fase de Tercetos (4.ª rodada)
Após a Fase de Tercetos (3.ª rodada)
Após a Fase de Duplas (2.ª rodada)
Após a Fase Individual (1.ª rodada)

TAÇA BRASIL DE TERCETOS
2.ª DIVISÃO – ALL EVENTS
Após 4.ª rodada
Após 3.ª rodada
Após 2.ª rodada


SUMULAS
4.ª rodada
3.ª rodada
2.ª rodada
1.ª rodada


ESCALAÇÃO
4.ª rodada
3.ª rodada
2.ª rodada
1.ª rodada


INSCRITOS

COMUNICADO N.º 2

LOCAL DA DISPUTA

Campeonato Brasileiro de Seleções (Masculino e Feminino): Norte Bowling

Taça Brasil de Seleções e Campeonato Brasileiro de Tercetos: Casa Bowling

Campeonato Brasileiro de Tercetos: Barra Bowling

(Segundo estudo da organização haverá um grande numero de inscrições para o Campeonato de Tercetos sendo necessário o uso de dois boliches)

CONDICIONAMENTO DE PISTAS

Serão usadas 2 passagens de óleo, cuja sequência deverá ser sorteada no dia 11 às 16 horas nas dependências do Norte Bowling.

WTBA LONDRES (44 pés)
WTBA LOSANGELES  (36 pés)

Geraldo Couto


COMUNICADO N.º 1

REGULAMENTO

DO EVENTO

O XXXI CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES e TAÇA BRASIL DE SELEÇÕES E TAÇA BRASIL DE TERCETOS serão realizados no período de 12, 13, 14 e 15 de Novembro de 2011, nas pistas do Norte Shopping,Casa Shopping e Barra Shopping conforme o No. De inscrições.

DAS INSCRIÇÕES

A data limite para as Federações efetuarem as inscrições é o dia 28 de Outubro  de 2011 . As Federações deverão confirmar o nome de seus atletas até o dia 04  de novembro de 2011. Após a data de 04 de novembro de 2011, qualquer solicitação de inscrição estará sujeita a disponibilidade de vagas.

As inscrições deverão ser encaminhadas pelas Federações de cada Estado para:

danilovrocha@yahoo.com.br

paulofeijoboliche@gmail.com

Será de R$240,00( Duzentos e quarenta reais) o valor da inscrição por atleta.

A data limite para as Federações confirmarem sua participação no evento, por meio de depósito bancário no valor de R$ 240,00  (Duzentos e quarenta reais) será dia 04 de novembro de 2011:

Confederação Brasileira de Boliche

Banco de Brasília – 070

Agência:0040
Conta:010137-8
CNPJ:86.961.356/0007

Os comprovantes de pagamento deverão ser enviados para:

 presidente @cbbol.org.br

As Federações que não efetuarem o pagamento terão suas inscrições desconsideradas.

Do Campeonato

 CAMPEONATO BRASILEIRO DE SELEÇÕES E TAÇA BRASIL

a) Será disputado em 3 modalidades (desde que haja inscrições suficientes, no mínimo 4 times): Seleções Masculinas adultas, Seleções Femininas adultas , Taça Brasil de Seleções Masculinas ;

b) Também será disputada, paralelamente, a Taça Brasil de Tercetos, (masculinos, femininos, mistos e seniores), os quais poderão ser formados por atletas de Federações diferentes e até mesmo por jogadores avulsos;

c) As seleções principais (masculinas e femininas) e as da Taça Brasil de Seleções Masculinas serão formadas por seis atletas cada e jogam nas modalidades: individual, duplas, tercetos e equipes. As equipes da TAÇA BRASIL DE TERCETOS serão formadas por 3 atletas, que disputarão nas modalidades: individual, duplas e tercetos (12 linhas);

d) Na fase de equipes das seleções principais e da Taça Brasil de Seleções Masculinas, e na de duplas da Taça Brasil de Tercetos, não serão  computados, por  partida, os  piores resultados obtidos pelos jogadores de cada equipe;

e) As categorias feminina, mista da Taça Brasil de Tercetos terão premiação separada somente se tiverem 4 ou mais equipes disputando a competição. Caso contrário, concorrerão à mesma premiação dos Tercetos masculinos. Individualmente, caso haja mais de 8 atletas inscritos pertencentes às categorias feminina, sênior ou juvenil (ou mesmo infanto-juvenil), estes poderão receber premiação separada, independente da categoria em que estejam jogando;

f) Um Estado só poderá jogar a Taça Brasil de Seleções Masculina se também participar do Campeonato Brasileiro de Seleções Masculinas. A exceção será o caso em que um estado novo seja convidado pela CBBOL para participar somente da Taça Brasil, em função de indisponibilidade de pistas no Brasileiro de Seleções, ou por  qualquer outro motivo a critério da CBBOL;

g)    Da mesma forma, um estado que não esteja participando das competições principais (seleções), não poderá inscrever tercetos que tenham um número de atletas que permitiriam ao mesmo participar daquelas competições;

h)    Patrocínios individuais de atletas somente serão permitidos se não descaracterizarem o uniforme, a critério da Diretoria Técnica da CBBOL;

i) Cada  fase será disputada em seis partidas, com três atletas por pista. Na fase individual, deverão ser escalados pela organização até dois atletas de uma mesma Federação em um mesmo par de pistas. Na fase de duplas, um par de pistas deverá ter três duplas de estados diferentes, se possível. Na fase de tercetos, dois tercetos de estados diferentes no par. Na fase de quintetos, cada Federação ocupará um par de pistas. Nas competições de equipes de três atletas, cada equipe ocupará uma pista;

j) A Taça Brasil de Tercetos será jogada separadamente dos demais eventos, ocupando o restante de pistas disponíveis do boliche, com três atletas por pista, no sistema all-events de 24 partidas;

k) Em cada fase será declarado um campeão e premiados os classificados até o 3º lugar, à exceção da Taça Brasil de Tercetos, em que os campeões serão aqueles que derrubarem mais pinos nas 24 partidas;

l) Em cada competição também serão premiados os atletas que fizerem as melhores partidas e as melhores séries, além da premiação dos cinco melhores do all-events;

m) Será declarada campeã a Federação que, em cada competição conseguir o maior número de pontos ganhos segundo a tabela abaixo. As três primeiras colocadas receberão premiação;

n) Substituições de atletas deverão seguir a regra FIQ;

o) Para efeito de premiação, os desempates em cada fase serão resolvidos pelas melhores partidas dos empatados dentro da fase em causa. Para efeito de pontuação, os empatados dividirão os pontos previstos na tabela. Eventuais empates na pontuação final por Federação serão resolvidos pela classificação dos empatados na fase de quintetos;

p) nenhum atleta poderá jogar em duas divisões ou categorias distintas do evento:

r) Será a seguinte a tabela de pontuação dos diversos eventos (o all-events é individual):

EVENTO

  1º

  2º 

   3º

   4º

  5º

  6º

  7º

 8º

10º

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

individual

  60

  36

  24

  18

  12

  06

  04

 03

02

01

duplas

120

  72

  48

  36

  24

  12

  08

 06

04

02

tercetos

180

108

  72

  54

  36

  18

  12

 09

06

03

quintetos

300

180

120  

  90

  60

  30

  20

 15

10

05

all-events

170

102

  68

  51

  32

  16

  10

 06   

04

02

Da Forma de Disputa

1º- O XXXI Campeonato Brasileiro de Seleções será disputado por total de pontos ganhos em 4 fases, mais o “all events” individual, como segue:

FASES

INDIVIDUAL                 6partidas
DUPLAS                     6partidas
TERCETOS                 6partidas
QUINTETOS                6 partidas         (os 5 melhores em cada partida da fase)

O “all events” é individual dos atletas de cada Federação, no total das 24 partidas jogadas.

Só podem marcar pontos os atletas que tiverem jogado as 24 partidas do evento;

Será apontado Campeão, o Estado (Seleção) que tiver obtido o maior total de pontos na soma das 4 fases, mais os pontos ganhos no “all events” individual;

Se houver empate no total de pontos ganhos, o desempate será feito pelo total de pinos de cada Federação, na soma das 4 fases disputadas.

2º- Cada Federação receberá por parte da organização uma pasta com a qual poderá acompanhar o evento completo;

Deverá o responsável pela Federação, fornecer ao Organizador os nomes de seus atletas nas fichas de posicionamento de cada fase, logo após o término da fase anterior;

O posicionamento da Fase Individual, deverá ser entregue ao Organizador, no máximo 1 hora após o sorteio da numeração das Federações, em formulário próprio que será entregue pela equipe do Organizador durante o sorteio.

3º- Cada Federação deverá indicar ao Organizador do evento, o nome de seu Capitão, para que o mesmo, e tão somente o mesmo, possa ter acesso a Organização para coletar os diversos resultados e sanar quaisquer dúvidas. Solicita-se que os Capitães informem os seus atletas no sentido de respeitarem o Regulamento em todos os seus itens, e que quaisquer dúvidas que os mesmos possam ter sobre o evento, que solicitem informações através de seu Capitão. 

4º- Cada Federação poderá inscrever atletas como reservas, podendo a mesma fazer substituições nas disputas das Fases. Lembrando que somente antes do início de cada uma das Fases, poderá haver a substituição, sendo que se um atleta se retirar da competição, por qualquer motivo, durante uma Fase, não poderá ser colocado outro atleta que o substitua naquela Fase, sendo marcado “zero” para as partidas da Fase que o referido atleta não jogou, podendo o mesmo retornar na Fase seguinte ou ser substituído na rodada seguinte. A Organização procurará colocar um “pacer” no lugar do atleta que se retirou naquela Fase. Atletas substituídos em qualquer Fase poderão participar das demais Fases normalmente, porém seus totais individuais não concorrerão à pontuação do “all events” em virtude de não terem jogado as 24 partidas do evento

Do Uniforme

É obrigatório o uso de camisas iguais e alusivas ao esporte.

Parágrafo único - O uso de bermudas só será liberado pela CBBOL se for constatado um calor excessivo nas dependências do boliche. As mulheres podem optar por calça comprida, saia ou bermuda.

Da Bebida e Do Cigarro

A - Está proibido o consumo de bebidas alcoólicas por parte dos atletas durante as partidas e seus intervalos.

B - Nenhum atleta poderá fumar em qualquer área do Boliche que não seja previamente determinada – inclusive banheiros.

C - O consumo de bebida alcoólica somente será permitido após a competição e fora da área de jogo, e desde que o atleta não esteja uniformizado.

D - Comidas. Não será permitido o consumo de comidas na área de jogo.

E - Haverá fiscalização por parte da CBBOL nestes itens, lembrando que os infratores serão advertidos.

(lembramos que pela NORMABOL, e pela FIQ, o uso de bebidas alcoólicas e outras drogas nem precisavam vir nos regulamentos, é inerente a prática do esporte a não permissão):

Do Uso de Pós e Substâncias Indevidas

Será proibido o uso de Grip’s, Slide’s e/ou outras substâncias do tipo, junto ao retorno de bolas. Para que desta forma evite-se que outros atletas tenham seus arremessos e concentração prejudicados na área de jogo.

Os Grip’s colocados sobre os monitores de vídeo das pistas, poderão danificá-los, solicitamos, portanto, que sejam colocados nas mesas junto às cadeiras.

E permitido lixar bolas entre as partidas, qualquer alteração de superfície devera ser feita antes do inicio da próxima partida e fora da área de jogo.

Do Jogo Lento

A - Durante um jogo, deverá ser respeitada apenas uma pista de cada lado do jogador. Caso dois jogadores estejam preparados para subir no "Approach" ao mesmo tempo, o da direita terá a preferência;

B - O atleta deve cuidar para manter o ritmo de jogo, não demorando demais na sua vez de jogar nem no “Approach", em sua preparação para o arremesso.

Da Pesagem de Bolas

Cada atleta poderá utilizar durante o Campeonato o máximo de 6 (seis) bolas. Todas as bolas deverão ser registradas (inclusive a bola de Spare = coco) em formulário próprio que  a CBBOL fornecerá. Esse formulário deverá ser preenchido e devolvido à Comissão Organizadora antes do início da 1ª partida do 1º dia de competição. Os árbitros poderão a qualquer momento e de forma aleatória fiscalizar qualquer atleta, fazendo a conferência das bolas em jogo para ver se foram inscritas (as bolas não inscritas previamente serão retiradas da área de jogo por toda a rodada). No final de cada rodada, serão sorteados atletas que terão suas bolas verificadas e, a critério dos árbitros, poderão também ser pesadas.

Se por acaso uma das bolas estiver fora das normas, este atleta perderá a série jogada e essa bola deverá ser colocada em condições para o uso.

Das Penalidades e Comissão Disciplinar

A infringência de um atleta a qualquer dos itens do presente Regulamento, Código Brasileiro de Justiça Desportiva e regras FIQ, quando aplicável, implicará em perda de Frames, dos pontos da partida e, até mesmo, a sua exclusão da competição, a critério do Delegado da CBBOL e da Comissão Disciplinar. A insistência na falta implicará no registro da mesma no seu currículo. Este registro servirá de base para futuras ações da CBBOL relativas a esse atleta, no que disser respeito a convocações, prêmios, viagens, regalias, cobranças, etc.

A Comissão Disciplinar será nomeada pela Diretoria da CBBOL, e seus membros anunciados em dia anterior ao inicio dos jogos.

Da Manutenção das Pistas de Jogo

Serão dois condicionamentos alternados: óleo curto (36") Los Angeles e óleo longo (44") London.

Disposições Finais  

O presente regulamento seguirá as normas emanadas dos órgãos superiores brasileiros e FIQ (Federação Internacional de Boliche).  

Os casos omissos ao presente regulamento e ao evento serão resolvidos pela diretoria da CBBOL.

Geraldo Couto


Confederação Brasileira de Boliche
Rua Tabapuã, 821 conj. 82 sala 2 – Itaim Bibi - São Paulo/SP
CEP 04533-013 – site: www.cbbol.org.br
Fone (011) 34220894